×

NOSSO BLOG

15 de Setembro de 2021

5 perguntas e respostas sobre o Ensino Bilíngue e o Bilinguismo

Compartilhar:

Com o processo de globalização e de expansão da Língua Inglesa fica cada vez mais claro que o estudo do Inglês é fundamental para a vida pessoal e profissional de qualquer pessoa. Para facilitar o aprendizado, além de cursos de idioma isolados, algumas escolas têm oferecido o Ensino Bilíngue para crianças e adolescentes. Confira abaixo cinco perguntas e respostas para sanar algumas dúvidas sobre este tipo de ensino e o estudo do Inglês:  

1. Aprender outro idioma pode ser prejudicial para a língua materna?  

“Pesquisas mostram que o bilinguismo traz muito mais vantagens do que prejuízos para o desenvolvimento cognitivo das crianças”, informa Adriana Lee, professora do International English Education (IEE). Quanto mais novo o indivíduo aprender uma segunda língua, menos ele confundirá os idiomas. O sistema cognitivo de crianças consegue processar tranquilamente o aprendizado simultâneo de duas línguas, o que leva à segunda pergunta...  

2. Qual a melhor idade para aprender um segundo idioma?  

Não existe um consenso sobre uma idade exata, mas vários estudos apontam que quanto mais cedo uma segunda língua é introduzida na vida de uma pessoa, mais facilidade ela terá para aprender e o conhecimento será melhor absorvido até os 10 anos da criança. Isso fará com que ela já cresça e se desenvolva com um cérebro bilíngue.   

3. As aulas do Ensino Bilíngue são ministradas em português ou inglês?  

Para que haja uma imersão no Inglês, no Ensino Bilíngue as aulas são ministradas totalmente no segundo idioma. No caso do IEE no Cepjss, a introdução do Inglês é feita da forma mais natural possível e o aluno é estimulado a raciocinar nos dois idiomas.   

4. A carga horária do Ensino Bilíngue é diferente das aulas comuns?  

Como as escolas brasileiras devem seguir a Lei de Diretrizes e Bases da Educação do Ministério da Educação (MEC) e dos conselhos estaduais, para respeitar a carga horária obrigatória, as Escolas Bilíngues adotam um sistema integral ou semi-integral. No Cepjss, as aulas são ministradas no turno oposto ao das aulas regulares, de segunda à sexta-feira.  

5. Além da escola bilíngue, o contato com uma segunda língua deve ser estimulado de outras formas?  

Para que o aluno tenha uma vivência bilíngue é essencial que fora e dentro da sala de aula ele esteja em contato com o segundo idioma. Caso os pais não sejam falantes de outra língua para exercitar a conversação, esse contato pode ser feito das mais variadas formas, “Além da imersão, o aluno pode trabalhar as quatro habilidades fora da sala de aula através de filmes, músicas, podcast, livros e contato com pessoas nativas”, conta a professora Adriana.  

WhatsApp Image 2021-09-14 at 16.44.49.jpg

Adriana Lee, professora do International English Education (IEE)

g