×

NOSSO BLOG

30 de Agosto de 2010

OS MAIS VELHOS...

Compartilhar:

Antigos, são os movimentos circulares da terra (rotação e transição) que determinam dias e anos. Estamos a bordo dessa nave louca onde se nasce-morre-nasce a cada instante. Temos como objetivo expor aspectos da ação do tempo sobre os humanos e analisar o comportamento social e cultural em relação a isso.               

 Vivemos hoje numa sociedade de consumo que desrespeita os mais velhos. Vistos como objetos inúteis, são depreciados e atacados de morte em sua auto-estima, por terem exaurido a capacidade produtiva, vigor físico, agilidade e beleza. O sistema industrial que supervaloriza executivos no auge de sua performance, deposita em asilos seus velhos empregados que vão amargar na mais cruel solidão. Esta tendência, bastante acentuada nos países do primeiro mundo, vem se intensificando também nos países em fase de desenvolvimento.             

   Ao levantarmos esse assunto, há que se levar em conta também a desigualdade econômica que existe inclusive entre os mais velhos. Quem teve uma vida economicamente ativa, teve sempre bons empregos ou conseguiu, de alguma maneira, fazer se “pé de meia”, terá boa aposentadoria. Casos contrários, onde se encontra a grande maioria dos idosos brasileiros, não tem a oportunidade do merecido descanso na velhice. São obrigados a manterem-se economicamente ativos, ou dependentes de filhos e netos, sofrendo toda ordem de preconceitos. Há casos de profunda depressão onde a morte é vista como o que há de melhor.               

 Os idealistas e utópicos defendem que a vida deve ser intensamente vivida até o final. Mas para isso é necessário haver uma grande revolução cultural onde, como entre as culturas mais primitivas, os anciãos são altamente prestigiados por sua experiência de vida. Verdadeiras enciclopédias vivas são ouvidos e acatados por seus conhecimentos. A sociedade é íntegra, o convívio social equilibrado.               

 Famílias podem se manter mais coesas e felizes se avós e netos brincarem na mesma sala. A comunidade é, por excelência, o encontro de todos os membros.

20190911104709_5d78faddae11d.jpg
20190911104709_5d78faddbe5c7.jpg