×

NOSSO BLOG

28 de Outubro de 2010

PROCESSO SELETIVO – VESTIBULAR 2011.1

Compartilhar:

   Estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo da Faculdade Pio Décimo, faça logo a sua pela internet www.piodecimo.edu.br  ou nas secretarias dos Campi.

  Mas, tome também alguns cuidados em relação as provas, principalmente a prova de Redação, veja algumas dicas:

  Por que é considerada difícil a prova de Redação?

Você já parou para pensar quantas críticas produzimos em nosso dia a dia? Já percebeu quantas vezes utilizamos informações de jornais, artigos ou revistas para falar mal ou bem dos nossos governantes ou de um time de futebol? Pois bem, estamos argumentando.

   A dificuldade não está em argumentar, isso fazemos todos os dias. Quando é proposto um tema, sempre temos a nossa opinião, porém quando simplesmente a falamos, usamos técnicas comuns do nosso cotidiano, mas na hora de formar uma sequência de idéias e organizá-las em uma redação, a dificuldade é presente.

     Veja, quando for escrever uma redação, a primeira coisa que você deve fazer é tomar um posicionamento sobre o assunto, ou seja, defender uma tese. A decisão de qual é, todo resto do texto deverá estar coerente com esta posição. Isto é, o Posicionar;

    Problematizar é a parte conectiva do texto. Problematizar é a ligação entre a introdução e o desenvolvimento. Para isso, o escritor deve elevar o assunto apresentado e mostrar a importância que existe na discussão sobre ele.

  Argumentar. Como já dizemos, argumentar é parte ativa do nosso cotidiano. Argumentamos sempre, mas quando devemos organizar estas argumentações de forma escrita tudo se torna uma imensa dificuldade.

   Lembre-se, esta é a parte mais importante do texto argumentativo, os argumentos trabalham a opinião do escritor e a busca por conquistar esta mesma opinião ao leitor.

   Argumentar é persuadir racionalmente, a intenção do texto argumentativo é informar, convencer e emocionar.

   Por último a conclusão da sua redação. Em visão geral, qualquer texto devidamente iniciado e corretamente explanado torna-se inútil se não houver uma conclusão. Não adianta um assunto ser bem elaborado e apresentado se não for concluído. Isso geralmente acontece quando o tempo do discurso é extrapolado ( se o texto for oral), ou quando o limite de linhas esta perto de ser ultrapassado( se o texto for escrito, como nesse caso, a Redação).

   Para que este erro não aconteça, cabe ao escritor construir um texto bem estruturado desde o início. A arte da escrita não estar em usar uma quantidade  extravagante de palavras, mas saber economizá-las conseguindo produzir emoção e ao mesmo tempo transmitir o conhecimento pretendido.

   A Conclusão deve ser precisa, quando existem muitas voltas em torno da finalização do assunto, fica claro que  não foi devidamente tramitado pelas demais etapas.

    Ao concluir deve ser apontada uma solução para o que foi problematizado, ou ao menos invocar no leitor o desejo de encontrar por si uma.

   A este ponto o texto argumentativo demonstrativo está concluído, então resta uma última prática, lê-lo com a visão do interlocutor, construir críticas e corrigir as partes que necessitam desta correção.

   Lembre-se também que é fundamental o exercício da leitura e da escrita.

   Boa sorte! 

20190911104709_5d78fadd6c0a2.jpg