×

NOSSO BLOG

11 de Janeiro de 2011

UM CHAVÃO

Compartilhar:

O termo “qualidade de vida”, de fato tem sido muito utilizado ultimamente, mas não há consenso sobre sua definição.

   Qualidade de vida é quase um chavão em nossos dias. Sempre aparece em textos ou falas como afirmação que dispensa explicações.

    Muitos são os fatores que influenciam na qualidade de vida e os mais importantes dependem de cada um de nós, da nossa visão do ideal, da nossa herança familiar e cultural, da fase da vida em que estamos, da nossa expectativa em relação ao futuro, das nossas possibilidades, do ambiente, da visão que temos do mundo e da vida, dos nossos relacionamentos, etc.

          É claro que existem certas condições básicas, como:

• Ter o que comer, • Onde morar, • Saúde, • Liberdade de escolha...

Quando elas não existem, tornam-se prioridade número um e não há muito que discutir.

         O ser humano, infelizmente, não raro vive em um constante mal viver. Em outras palavras, pode-se afirmar que ele não tem, ou tem poucos momentos de felicidade e prazer. Isso faz com que se tenha também maior suscetibilidade às doenças.

       Sobre esta questão nunca é repetitivo demais dizer que ter “quantidade de vida” é importante, mas é diferente de “ter qualidade de vida”.

       A qualidade de vida do ser humano, no sentido amplo da expressão, somente é compreendida se for captada nas suas múltiplas dimensões, como a vida no trabalho, a vida familiar e a vida na sociedade, a espiritualidade, enfim, em toda a vida.

20190911104705_5d78fad99083b.jpg